Fetiches mais comuns – saiba quais são!

Reunimos uma lista de fetiches mais comuns praticados pelos brasileiros, você conhece algum?

0 84

Ano após ano, os brasileiros têm descoberto novas taras e novos fetiches. Mas você sabe quais são os fetiches mais comuns praticados não apenas pelos brasileiros, mas pelo mundo todo? Separamos uma lista com alguns dos queridinhos, e, claro, dicas caso você se interesse em praticar.

Mas primeiro, o que é fetiche?

Fetiche é nada mais do que o apreço por objetos, pessoas ou situações, seja em contextos sexuais ou não. A palavra é derivada de “feitiço”, porque considera-se fetiche algo derivado do divino.

Antes de tudo, é importante entender de onde vêm os fetiches para não confundir com parafilias ou perturbações parafílicas. As parafilias são preferências sexuais que costumam se desviar das normas impostas pela sociedade, enquanto perturbações parafílicas são consideradas transtornos mentais relacionados ao descontrole.

O fetiche é algo natural e inerente ao ser humano. Todos nós temos algum tipo de fetiche mesmo não reconhecendo de primeira. Parafilias e perturbações parafílicas não são tão comuns quanto fetiches.

É saudável praticar fetiches?

A prática de fetiches é totalmente saudável, e precisa haver consentimento e cuidado. Como tudo na vida, a inserção de práticas fetichistas em sua relação deve ser conversada e bem acordada, para que ambas as partes saiam satisfeitas.

Quando um fetiche se torna algo obsessivo e começa a atrapalhar a relação sexual mais do que auxiliar, é hora de repensar a prática e entender o que pode estar tornando-a uma agonia. Seja como for, os fetiches são incentivados na hora de acender o desejo e explorar sua sexualidade, seus gostos e o que te deixa confortável na hora do sexo.

Há ainda muitos tabus em torno de práticas fetichistas, mas isso não passa de um preconceito que não precisa existir. Desde que haja segurança e consenso em todas as partes envolvidas na prática escolhida, fetiches são saudáveis e podem ser explorados para uma vida mais ativa.

Os fetiches mais comuns dos brasileiros

Segundo uma pesquisa realizada pelo site Vivalocal utilizando os dados de pesquisa em sites eróticos, o brasileiro é um povo que gosta muito de fetiches. O mais acessado é de longe a procura por sexo anal, seguido por BDSM, fantasias e cuckold.

Sexo anal

Que todo mundo adora sexo anal a gente sabe, mas o brasileiro ama muito! São pelo menos 246 mil pesquisas mensais procurando por anal. E não se refere apenas a sexo hétero, viu? Casais LGBTQ+ fazem parte da pesquisa e estão entre os que mais praticam.

Se você gosta de sexo anal, deve saber os benefícios de usar um plug anal, por exemplo, para relaxar os músculos do ânus e permitir a penetração.  Por isso, a Gall conta com um extenso catálogo de brinquedos, plugs e cosméticos dessensibilizantes para a prática do sexo anal. Porque não adianta nada pesquisar e não praticar depois, né?

BDSM

O BDSM não é um fetiche por si só, e sim um conjunto de práticas fetichistas que juntos formam uma verdadeira comunidade.

A sigla significa: bondage e disciplina, dominação e submissão, sadismo e masoquismo. Ou seja, dentro da própria sigla já tem um montão de fetiches! Vamos destrinchar um pouco o que cada um deles significa:

Bondage e disciplina

O bondage é o ato de amarrar, prender ou restringir os sentidos do parceiro para fins estéticos, sensoriais ou mesmo sexuais. Já a disciplina tem muito a ver com o comprometimento dos praticantes de BDSM com a comunidade e o estilo de vida fetichista.

Dominação e submissão

Você já deve ter ouvido falar sobre dominação e submissão principalmente em filmes como 50 Tons de Cinza. Isso mesmo, onde uma pessoa é a dominante e outra está completamente à mercê dela, obedecendo e seguindo seus passos. Uma curiosidade é que não necessariamente todas as relações fetichistas são de dominadores e submissos, isso é apenas uma parte do estilo de vida.

Sadismo e masoquismo

Pessoas sadistas são, em suma, pessoas que gostam de infligir e têm prazer em assistir o parceiro sofrendo algum tipo de dor, consensualmente, é claro. Uma pessoa masoquista é quem tem desejo e prazer sentindo a dor infligida pelo sádico. É uma das práticas mais comuns do BDSM.

Frequentemente a mídia relaciona o BDSM com violência e situações de abuso, mas é relevante ter em mente que, se é BDSM, então tem que ser consensual. Os praticantes inclusive têm siglas que exploram o consenso e palavras de segurança caso algo dê errado.

Cuckold

O cuckold se popularizou muito no Brasil nos últimos anos, e trata-se da prática de traição consensual. Sim, no fetiche de ser corno!

Embora “ser corno” tenha virado meme pela internet, a prática de traição consensual é muito comum entre brasileiros. “Cuck” é aquele que tem prazer assistindo seu parceiro transar com outra pessoa, ou, se não assistindo, ao menos sabendo que isso acontece. As práticas de cuckold incluem a troca de fotos e vídeos durante a traição, áudios durante o sexo com outro e até mesmo um sexo a três, onde o cuck é colocado em uma posição submissa ao traidor.

Podolatria

Um dos fetiches mais buscados em pesquisas, sites pornográficos e sites de strip virtual é o de podolatria. Essa palavra tão estranha significa algo muito simples: o fetiche por pés!

Muito se fala sobre o clitóris, o pênis, as coxas, seios e bunda, mas os pés também são zonas erógenas e podem dar muito prazer para quem curte o fetiche. De fato, uma bela massagem nos pés pode levar a pessoa amada à loucura!

Amantes de pés também contam com a possibilidade de fazer masturbação com os pés. Ela é conhecida como “footjob”, ou então como “penheta” nos sites brasileiros. Os praticantes dizem sentir muito prazer ao ter o corpo massageado pelos pés do parceiro.

Permita-se ter novas experiências

O mundo do fetiche tem muitas novidades todos os dias, e a cada ano as pessoas descobrem novos gostos e novas experiências, seja na cama ou na vida. É importante termos em mente que gostos e desejos fazem parte da sexualidade e dos seres humanos e que não há motivo para termos vergonha do que nos excita.

Existem milhares de fetiches para se explorar, e a Gall se compromete a ajudar os brasileiros a chegar lá! Confira nossas categorias de sado, por exemplo, para uma relação BDSM muito mais prazerosa.

Você pode encontrar a pesquisa completa clicando aqui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Saiba mais

Política de Privacidade