Mulher goza? Claro que sim! Entenda o orgasmo feminino

Quando o assunto é sexo, ou mesmo sexualidade, o orgasmo feminino, além de um tabu, é até hoje um dos temas mais discutidos. Para muitos um mito, para outros algo normal e para todas as mulheres apenas uma questão de conversar e discutir sobre isso.

Existem diversas formas de sentir e de alcançar o pináculo (ápice) da excitação, tanto para homens quanto para mulheres, ainda que os dois vejam o sexo de formas diferentes. Para ajudar a entender melhor esse “mistério” que é o orgasmo feminino, a Gall Sex Shop vai te explicar tudo trazendo algumas curiosidades e dicas para te ajudar a chegar lá!

Os Segredos do orgasmo feminino

Ainda que muitas mulheres nunca tenham tido um orgasmo com seus parceiros(as), isso não significa que não é possível para ela ter um. Existem diversos fatores que podem explicar a falta de orgasmos e que podem impedir a mulher de alcançar a sensação máxima de prazer.

Alguns desses fatores estão ligados a problemas físicos como cansaço diário, estresse, dores musculares e até mesmo dores durante o ato sexual, ou problemas psicológicos como experiências negativas do passado, problemas no relacionamento e a falta de apetite sexual (que podem ser físicos também). Distúrbios hormonais também são alguns desses fatores mais comuns.

orgasmo feminino

O orgasmo pode ser alcançado de inúmeras maneiras, através de diversas possibilidades e o objetivo é sim – seja com masturbação ou durante o ato sexual – chegar ao ápice dessa sensação. Para muitas mulheres, a questão vai muito além de uma simples penetração.

orgasmo feminino

Chegando lá!

O orgasmo é, por definição, o momento de prazer máximo de um ato sexual. Tá legal, mas, como chegar lá? Uma parcela considerável das mulheres tem grande dificuldade em atingir o orgasmo somente com penetração vaginal e muitas delas não entendem o motivo disso. Mesmo a vagina sendo uma região muito sensível, é preciso estimular outras áreas, como o clitóris, uma das maiores e principais fontes de prazer da mulher.

Busque por métodos que ajudem a incitar essa região ainda mais. Acessórios sexuais e masturbação durante o ato podem ser grandes estímulos para alcançar o orgasmo. Sexo oral também é uma ótima forma de estimular a parceira e ajudá-la a chegar lá.

O estímulo clitoriano e o vaginal são os mais comuns para um orgasmo, mas é perfeitamente possível chegar lá com penetração anal e estímulos em áreas erógenas e regiões sensíveis por todo o corpo.

Acreditar que somente a penetração é o suficiente para a mulher pode ser prejudicial ao casal. Procure por diferentes maneiras não somente de sentir prazer, mas de dar prazer e conseguir aproveitar ao máximo juntos.

O tal do orgasmo múltiplo

Indo contra o que acabei de dizer sobre a dificuldade que muitas mulheres têm em atingir o orgasmo, existem diversos tipos diferentes de orgasmos femininos e um deles, por exemplo, é o orgasmo múltiplo. Mas como é possível não conseguir gozar e ainda sim, ter organismos múltiplos?

Bom, talvez esse seja um dos privilégios de nós mulheres. Apesar de muitas delas não conseguirem chegar lá, as que conseguem têm a chance de ganhar um algo a mais pelo feito. O orgasmo múltiplo é a capacidade de ter vários orgasmos um atrás do outro e ao mesmo tempo durante vários minutos consecutivos. Isso pode acontecer inclusive em um mesmo ato sexual.

Um dos caminhos mais fáceis para alcançar um orgasmo múltiplo é através da masturbação. Dedique-se ao momento e aproveite cada segundo de toque. Aproveite para conhecer onde mais te excita. Utilize brinquedos, lubrificantes, música, vinho o que mais te agradar e se jogue.

Uma dica: não tente alcançar um orgasmo múltiplo à força, seja sozinha ou com parceiro(a), liberte sua mente e deixe a coisa acontecer, receba e dê prazer. Dedique-se ao momento. Você vai aproveitar muito mais e, quando chegar lá, saberá o caminho para voltar sempre.

orgasmo feminino

O gozo e o orgasmo

Essa é uma dúvida bem comum entre as mulheres. Muitas delas conseguem atingir o orgasmo com certa facilidade, isso vai depender de diversos fatores, claro, mas nunca chegam a efetivamente gozar.

Também chamado de orgasmo ejaculatório, e popularmente conhecido como squirt, o gozo feminino ocorre quando a mulher expele uma quantidade significativa de lubrificação da vagina como um pequeno jato durante o ato. Ainda sim, o gozo não representa o orgasmo propriamente dito.

É muito possível ter um orgasmosen squirt e um squirt sem um orgasmo, e sim, você pode ter os dois juntos mas, que fique claro, uma coisa não está relacionada a outra. Agora, caso os dois sejam conquistados ao mesmo tempo, a mulher poderá ter uma experiência única ou múltipla.

orgasmo feminino

E quantos tipos de orgasmos existem?

Depois de ler tudo e entender melhor sobre orgasmos femininos, você deve estar se perguntando “quantos tipos de orgasmo uma mulher pode ter?”. Bom, não existe uma resposta exata para isso, mas existem estudos que definem alguns desses tipos, mas especificamente de como eles podem ser alcançados.

Orgasmo clitoriano é talvez o mais comum e mais fácil de se alcançar. O orgasmo clitoniano ocorre com a estimulação da glande (clitóris) através de carícias e toques, a forma mais básica de masturbação.

Orgasmo vaginal ocorre quando existe uma penetração mais profunda na vagina, seja em uma relação sexual ou não. Para muitas mulheres essa é uma das maneiras mais difíceis de chegar ao orgasmo, mesmo que seja muito prazeroso. Para ajudar a alcançar a satisfação completa, estimule o clitóris durante o ato. Vibradores e outros brinquedos podem ser de muita ajuda.

O orgasmo mamário pode ocorrer através da estimulação dos seios e são uma das partes mais erógenas da mulher pela sua sensibilidade. Toques, carícias com as mãos ou boca são sempre bem vindos e, com o cuidado certo, até mesmo mordidinhas podem ajudar a excitar ainda mais.

Orgasmo anal é um dos grandes tabus do sexo tanto para homens quanto para mulheres. Essa é uma maneira pouco comum de orgasmo entre as mulheres, já que é mais raro atingir o clímax feminino dessa forma. Ainda sim, mulheres também podem chegar lá com estímulos anais, seja com penetração ou apenas toques. Caso tenha alguma pretensão de tentar, use lubrificante e vá com muito cuidado, essa é uma região muito delicada.

O ponto G! Ah, o tal do ponto G. Há quem diga que não existe, outros afirmam que sim, mas a verdade é que esse ponto é uma parte pequena na região interna da vagina acima do osso púbico e só “aparece” quando a mulher sente algum tipo de excitação. Essa excitação pode ser tanto vaginal quanto corporal, e é preciso estímulo direto na área para alcançar o orgasmo.

E aí, gostou de saber sobre orgasmos femininos? Esperamos que esse texto tenha te ajudado a entender melhor o que é e como alcançar esse feito tão gostoso e relaxante. A Gall Sex shop  indica sempre que você se conheça e conheça seu corpo e que pratique muito sexo e masturbação, simplesmente porque faz muito bem para o corpo e para a mente.

 

Esse conteúdo sobre orgasmo feminino foi maravilhoso né? Que tal conferir esse outro tema que separamos para você: Capa Peniana: Pra Que Serve E Como Usar

Você sabe que além desse blog, somos o maior distribuidor de sex shop do brasil né? Que tal conferir alguns produtos eróticos que temos disponíveis em Gall sex shop.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Saiba mais

Política de Privacidade