Masturbação faz mal? Entenda os benefícios e malefícios!

Masturbação faz mal? Entenda os benefícios e malefícios!

Masturbação faz mal? Entenda os benefícios e malefícios!

Em algum momento da sua vida você com certeza já deve ter escutado sobre como a masturbação faz mal, que a prática faz crescer pelos nas palmas das mãos, que aumenta exponencialmente o número de espinhas pelo rosto ou mesmo que masturbação é coisa de adolescente. Bom, muito além de apenas lendas e mitos, esses comentários estão também incrivelmente errados.

Masturbação, ou auto toque, não causa nenhum risco a saúde se feito com moderação, se não for transformado em um instrumento único de alívio e prazer, ou seja, transformado em vício. A masturbação na verdade oferece grandes vantagens sobre o corpo e mente!

Mesmo em relacionamentos, o casal pode sim se beneficiar muito da masturbação, já que ela permite aos dois se conhecerem e entenderem mais sobre o outro, melhorando a suas experiências sexuais sozinhos ou em parceria!

Os benefícios da masturbação!

Desmistificando a Masturbação: Explorando seus Benefícios e Possíveis Malefícios
Desmistificando a Masturbação: Explorando seus Benefícios e Possíveis Malefícios

O autoconhecimento é algo de extrema importância para qualquer pessoa em qualquer situação.

Conhecer suas partes íntimas pode ajudar a ter mais e maior satisfação na prática sexual. Entenda, seu parceiro ou parceira não tem como te conhecer por completo, saber cada detalhe de seu corpo que te excita, mas você só pode ensinar isso a ele(a) se você mesmo(a) souber quais são essas partes e como toca-las da forma certa.

Além disso, o prazer da masturbação, quando praticada da maneira tradicional, ou seja, sozinho(a), traz diversas vantagens ao corpo. A masturbação libera hormônios muito benéficos que afetam de forma positiva ações diárias diversas. Todos esses hormônios liberados pela masturbação afetam positivamente seu humor e saúde física devido a grande liberação deles no sistema. Dentre os hormônios estão:

  • A dopamina, também conhecido como hormônio da felicidade.
  • A endorfina, analgésico natural do corpo.
  • A ocitocina, chamado de hormônio do amor e associado ao vínculo social.
  • A testosterona, que é liberado durante o sexo para melhorar a resistência e a excitação.
  • A prolactina que influencia diretamente no humor e no sistema imunológico.

Que tal aproveitar a masturbação em companhia? Confira nossas dicas sobre sexo virtual!

Outras vantagens da masturbação para a saúde

O Tabu da Masturbação: Uma Análise dos Prós e Contras para a Saúde
O Tabu da Masturbação: Uma Análise dos Prós e Contras para a Saúde

Além da liberação de hormônios ligados ao humor, a masturbação ajuda também na concentração e no foco. A prática antes de trabalhos profissionais ou acadêmicos pode ajudar a organizar melhor os pensamentos e melhorando seu desempenho acadêmico ou técnico para demandas muito complicadas. Ainda que não exista uma explicação científica exata sobre esse fenômeno, esse senso de clareza pode ser o resultado do relaxamento que o orgasmo masturbatório traz ao corpo.

O ato de se masturbar também ajuda a aliviar o estresse físico e a ansiedade já que reduz a pressão sanguínea e diminui os níveis de cortisol. A masturbação pode ainda auxiliar em uma melhora nas horas de sono, principalmente se existe alguma fator de estresse e a ansiedade que o impedem de descansar. E por último, pode ser uma maneira de praticar o amor próprio aumentando significativamente sua autoestima, seu autoconhecimento e até mesmo na autoconfiança.

Utilize a masturbação como uma possibilidade para chegar aos orgasmos múltiplos. Confira as dicas!

Atenção para as implicações negativas da masturbação!

Masturbação: Mitos e Verdades sobre seus Efeitos na Saúde
Masturbação: Mitos e Verdades sobre seus Efeitos na Saúde

Ainda que suas vantagens sejam ótimas, alguns fatores relacionados diretamente ao excesso de masturbação podem causar diversos problemas psicológicos e físicos ao praticante gerando atritos de sociabilidade, seja em relações amorosas ou até mesmo nas profissionais.

A constância no auto toque pode ajudar na perda de parte da sensibilidade sexual, já que a pratica com parceiro(a) gera uma liberação muito maior de hormônios que a masturbação, principalmente durante o orgasmo, ou seja, quanto mais você se masturba, mais seu cérebro fica esperando uma onda de prazer que nunca chega pois esse hormônios nunca serão liberados na mesma quantidade.

Esse excesso também afeta negativamente nas funções do sistema nervoso e do fígado iniciando um processo de exaustão sexual, ou seja, causando cansaço extremo durante outras atividades, inclusive nas atividades comuns diárias.

A falta de controle na masturbação também pode resultar na produção exagerada de hormônios sexuais e nos neurotransmissores (acetilcolina, dopamina e serotonina), causando mudanças consideráveis na química do corpo. Como resultado desse esforço excessivo e compulsório, podem ser notados sintomas como fadiga, perda de cabelo, perda de memória, visão embaçada e, no caso dos homens, dor nos testículos.

Além disso, outro fator muito preocupante é o uso de pornografia associado à masturbação. Adicionalmente ao vício em masturbação, o uso da pornografia pode aumentar exponencialmente os problemas psicológicos, chegando até mesmo a afetar a habilidade de se relacionar com outra pessoa e interferir no ato sexual em conjunto, uma vez que a pessoa pode simplesmente não conseguir se excitar sem o uso desses meios.

Fique por dentro do leque que a Gall oferece:

  • Compras em atacado – Clique aqui
  • Melhor distribuidora de sex shop – Clique aqui
  • Seja uma revendedora(o), baixe o catalogo online – Clique aqui
  • Conheça os melhores produtos para revenda de sex shop – Clique aqui
  • Veja nossa matéria falando sobre Vibradores femininos – Clique aqui
você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Saiba mais

Política de Privacidade