Fetiche: você sabe o que é?

Fetiche – Você sabe o que é?

Fetiche é uma palavra que costumamos usar bastante em nossa linguagem cotidiana. Por exemplo, quem gosta de comprar muitos sapatos, costuma-se dizer que tem fetichismo por calçados.

Contudo, fetiche é muito mais do que uma preferência por um determinado objeto, você sabe realmente o que esta palavra significa? Confira este post da Gall para descobrir!

Fetiche: qual o seu real significado?

A palavra “fetiche” deriva do verbo latino “facere” (marca) e da palavra em português “feitiço” (magia). Além disso, originalmente, o fetiche era usado para se referir a certos objetos nos chamados “povos primitivos”, aos quais as pessoas atribuíam poderes mágicos.

O psicólogo francês Alfred Binet usou o termo pela primeira vez no século 19 para explicar fixações sexuais em objetos. Ele enfatizou que os fetichistas não apenas desejariam “objetos mortos”, mas também partes individuais do corpo, como seios, pés e umbigo por exemplo.

Fetichismo – O que significa?

O fetichismo, no entendimento de hoje, parece ter surgido pela primeira vez na Europa no século XVIII e, posteriormente, emergido como um fenômeno sexual independente na segunda metade do século XIX. Além disso, a maioria das pessoas associa primeiro a palavra “fetiche” a algo que não é realmente compatível com a ideia de “normal”.

Portanto, o fetichismo tem sido retratado como “perversão patológica”. No entanto, não significa nada além de se divertir em seu próprio corpo e no corpo do outro.

Ainda hoje, o fetichismo é descrito no Código Internacional de Doenças – o sistema de classificação de diagnóstico mundial mais importante e reconhecido da medicina, publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – como “o uso de objetos mortos como estímulo à excitação ou satisfação sexual” e, portanto, como um “distúrbio de preferência sexual.”

“O fetichismo é tanto a alegria de olhar para uma “embalagem” atraente quanto o prazer de “disfarçar”, ou seja, usar essa “embalagem”.”

Quais fetiches existem?

Existem vários fetiches, tais como:

  • Couro (material que agrada devido ao cheio e ao visual distinto).
  • Sapatos (preferência por botas de cano alto e salto alto).
  • Mãos.
  • Pés.
  • Meias.
  • Roupas específicas.
  • Cordas.
  • Mordaças.
  • Algemas.
Fetiche
Fetiche

Fetiches menos comuns

  • Óculos
  • Piercings
  • Comida

Fetiche precisa de tratamento?

Primeiro de tudo, não há necessidade de tratar um fetiche. A psicoterapia só é necessária se houver sofrimento real, ou então se um fetiche substituir completamente o parceiro vivo, ou ainda caso o fetichismo prejudique outras pessoas.

Marcas de identificação da cena fetichista

BDSM Triskele

O símbolo oficial do BDSM é o triskele, e a BDSM possui três variedades: B e D (escravidão e disciplina), D e S (domínio e submissão) e S e M (Sadismo e masoquismo).

O anel do O

O “Anel do O” é um anel com um pequeno ilhó que se estabeleceu na cena do BDSM e do fetiche como símbolo e marca distintiva nos anos 90. Além disso, é uma reminiscência de um colar com um anel ou uma (metade) algema.

Fetiche: Moda fetichista

Sem dúvida, o fetiche tem suas próprias regras, no entanto, também há algumas coisas a considerar quando se trata de moda.

Gostou das dicas que preparamos para você? Além disso, assine nossas Newsletter para receber novidades quentíssimas!

Aproveite também para conhecer os acessórios sexuais oferecidos pela Gall: algemas, kit fetiche e muito mais! Acesse o nosso site e confira!

Fique por dentro do leque que a Gall oferece:

  • Compras em atacado – Clique aqui
  • Melhor distribuidora de sex shop – Clique aqui
  • Seja uma revendedora(o), baixe o catalogo online – Clique aqui
  • Conheça os melhores produtos para revenda de sex shop – Clique aqui
  • Veja tambem nossa matéria sobre Plug Anal – Clique aqui
você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Saiba mais

Política de Privacidade