Existe uma frequência sexual ideal para fazer sexo?

Há uma grande parcela da população que se questiona se existe uma frequência ideal para fazer sexo.

Há uma grande parcela da população que se questiona se existe uma frequência sexual ideal para fazer sexo. Por isso a Gall Moda Íntima e Sex Shop esclarece para você as principais dúvidas sobre esse assunto!

No entanto, é importante observar qual o problema está envolvido para que a pessoa chegue nessa questão. Isso porque, na maioria das vezes, a frequência sexual considerada normal é subestimada pelas pessoas e pode variar conforme os hábitos de cada um.

Esse questionamento também pode desencadear reações negativas nas comparações. Dessa forma, é importante frisar que a frequência de sexo não é um fator determinante para uma boa vida sexual. Nesse aspecto, a sabedoria popular que diz que qualidade é melhor do que quantidade faz todo sentido.

Porém, a quantidade de sexo pode estar associada, na maioria das vezes, ao tempo de relacionamento. Quanto mais longa é a união do casal, menos sexo existe. Os pesquisadores acreditam que isso acontece por causa de um processo chamado “habituação”. Esse é um eufemismo para dizer que o sexo com o seu parceiro ou parceira não traz nenhuma novidade.

Isso é comprovado quando olhamos para o início do relacionamento de vários casais. A chama inicial é intensa, mas depois, com as questões diárias de trabalho e tarefas domésticas, o cansaço toma conta. Então, a jornada sexual é substituída por um bom filme ou uma maratona de séries.

Por isso, é difícil determinar qual seria a frequência sexual adequada. No entanto, algumas pesquisas indicam algumas médias sobre esse assunto. Confira!

Média da Frequência Sexual

Foi feito um estudo no Reino Unido, intitulado “Sexual Attitudes and Lifestyles Survey” que em português significa “Pesquisa de Atitudes e Estilos de Vida Sexuais”, que abordou 19 mil pessoas sobre a sua frequência sexual. 

Constatou-se que homens e mulheres, na faixa dos 20 e dos 30 anos, transavam em média de oito a nove vezes por mês. Porém, após dois anos com o mesmo parceiro ou parceira, essa média caía para seis vezes.

Portanto, mesmo se você está nessa idade do ápice da atividade sexual ativa, é normal passar alguns dias sem transar.

A média de frequência sexual para jovens abaixo dos 25 anos está em 11 vezes por mês. Porém, até mesmo para essa faixa de idade, um relacionamento longo pode diminuir essa frequência.

No entanto, essa média sexual encobre a realidade de muitos casais porque como foi dito, a frequência sexual depende de vários fatores e hábitos. Isso porque nessa pesquisa, a frequência sexual começa em zero atividade no mês e chega a ser de até 45 vezes por mês.

Por isso, a frequência sexual deve ser estabelecida exclusivamente por você ou, se tiver compromisso com alguém, pelo casal.

Não Existe um Padrão para a Frequência Sexual

Vimos que não existe um padrão para a frequência sexual, isso foi comprovado por um estudo da Faculdade de Artes e Ciências de Nova Brunswick, no Canadá. Esse estudo foi publicado no “Journal of Sex Research” e foi descoberto que, nos primeiros anos de relacionamento, os casais formam um padrão único de frequência de atividade sexual.

Isso quer dizer que se ainda nessa época eles superam a média sexual, ao longo dos anos isso tende a acontecer também. Portanto, um casal ativo, mas com filhos, tarefas domésticas e boletos, pode transar mais vezes, se esse for o padrão. Os dois podem inclusive superar um jovem sem nenhuma preocupação da vida adulta que mora ao lado deles, por mais improvável que isso possa parecer!

Abra o Jogo Sobre a Frequência Sexual

Talvez você ache inadequado abrir o jogo sobre a frequência sexual com o seu parceiro ou parceira. No entanto, essa medida é necessária para uma vida sexual mais ativa e para a maior conexão entre vocês. 

Se você acha que tem pouca atividade sexual, converse abertamente e traga novidades para aquecer o relacionamento. Diversos estudos apontam que, se o bom-senso for usado nessa situação, essa questão deve sim ser discutida para render bons frutos.

O mesmo estudo do Canadá provou que quando os parceiros se revezam na iniciativa de uma relação sexual, há uma maior satisfação de ambos. Isso também acontece se eles conversam sobre o que mais agrada um ao outro na cama.

Além disso, o ideal é não usar palavras suaves como “vamos mais cedo para a cama”, usar o lado selvagem e dizer sacanagens provoca uma maior excitação. Dessa maneira, mais uma noite de prazer entrará na sua conta de frequência sexual.

Outra técnica que pode ser usada com o seu parceiro ou parceira para aumentar as atividades sexuais é reservar um tempo na agenda para a relação. Parece bobagem, mas essa atitude pode ser uma solução para quebrar a rotina e ainda prepara o psicológico durante o dia, criando ainda mais excitação.

Use Brinquedos Sexuais para Aumentar Sua Frequência

Decifrando o Ritmo do Prazer: Existe uma Frequência Sexual Ideal para Fazer Sexo?
Decifrando o Ritmo do Prazer: Existe uma Frequência Sexual Ideal para Fazer Sexo?

Diversos estudos comprovam que a falta de novidade na relação pode minar com a frequência sexual do casal. Por isso, a saída ideal para esse problema são os produtos de sex shop, que são especialmente desenvolvidos para esse momento de prazer.

Para inovar nas preliminares, você pode contar com velas aromáticas e beijáveis, que vira óleo corporal para massagem, óleos corporais aromáticos, gel comestível, gel excitante, gel que esquenta e resfria, bolinhas que explodem com o calor do corpo, perfumes, lingerie sensual, fantasias e pétalas.

Existem diversos vibradores que podem ajudar também nesse momento antes da penetração que são os modelos bullets, sugadores de clitóris e varinha mágica.  O que vale nesse momento é usar a criatividade e dar uma olhada nos produtos, com certeza algo chamará a sua atenção.

Para inovar no momento da relação sexual em si, você pode escolher entre os diversos modelos de capas penianas, com texturas diferentes. Algumas possuem até uma prótese peniana acoplada para uma dupla penetração. Um dos produtos mais vendidos desse segmento é o anel peniano com um vibradorzinho acoplado, que tem a função de estimular o clitóris.

A linha sado é uma alternativa mais ousada para apimentar a sua vida sexual. Entre os acessórios disponíveis você pode desfrutar de algemas, chicotes, coleiras, cordas, máscaras e vendas para os olhos.

Todos esses e outros produtos sensuais estão disponíveis na loja on-line da Gall Moda Íntima e Sex Shop.

Somos o maior Sex Shop do Brasil! Confira agora!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Saiba mais

Política de Privacidade