Você sente dor na relação sexual? Conheça causas e soluções para o problema!

DOR NA PENETRAÇÃO VAGINAL

Excitação completa, prazer intenso, bem-estar e orgasmos. No geral, são sensações como estas que desejamos quando o assunto é uma relação sexual consentida entre parceiros felizes por estarem juntos na cama, e não dor na relação, certo?

Porém, para muitas pessoas – principalmente as mulheres – o sexo tem mais relação com dor e sensações ruins do que com essa satisfação. Para quem sofre com esses problemas, a simples ideia de transar pode dar calafrios e se transformar em um pesadelo.

Para te ajudar a entender melhor essa situação e encontrar possíveis soluções para o problema, a Gall separou dicas e informações completas sobre o assunto. Confira a seguir!

Possíveis razões para a dor na relação sexual

Doenças físicas e fatores psicológicos são os principais responsáveis pela dispareunia, nome científico dado às dores que aparecem não só durante o ato sexual, mas também depois. Uma a cada cinco mulheres sofre com dores durante e após as relações sexuais, além disso, até 4% da população masculina também enfrenta problemas, especialmente na hora de gozar.

No entanto, quem sofre com esses problemas demora a buscar auxílio profissional, e nessa fatia do grupo, as mulheres também são maioria. A pressão da sociedade – e muitas vezes de companheiros abusivos – por uma vida sexual “ativa” é tão grande que se expor ao pedir ajuda acaba sendo visto como sinal de fraqueza e até mesmo falta de amor pelo parceiro. Para te ajudar a tirar dúvidas e entender mais sobre a situação, confira 5 razões mais comuns para a existência desse incomodo durante o sexo:

1. Infecções, inflamações e problemas dermatológicos

As principais causas de dor durante a relação sexual e a penetração são ocasionados por infecções, inflamações e problemas dermatológicos que causam um desequilíbrio da flora vaginal. As dores que estão relacionadas a essas causas normalmente acontecem mais “superficialmente”, no início da relação e logo após a ela, originando um desconforto semelhante a coceiras e irritações.

2. Endometriose, doença inflamatória pélvica, miomas uterinos e cistite

Especialistas da área da saúde caracterizam os incômodos causados por essas doenças como dores mais profundas, principalmente quando comparadas às ocasiões citadas acima. A endometriose, inclusive, é responsável não só por dores muitas vezes insuportáveis durante o sexo, mas também por cólicas fortes na menstruação e casos de infertilidade.

3. Falta de lubrificação adequada

A baixa lubrificação vaginal também é um problema bem comum quando pensamos em dores durante a relação sexual, principalmente quando a mulher está passando pela menopausa, realizou um parto recentemente, está amamentando, não está suficientemente excitada para a penetração ou quando ela faz uso de medicamentos que afetam de alguma forma os hormônios.

4. Vaginismo

O vaginismo consiste na contração involuntária dos músculos próximos à parede vaginal. Esse problema acaba dificultando e até mesmo impedindo, nos casos mais graves, a entrada do pênis, dedos ou toys sexuais. Sua causa pode ser física ou psicológica, por isso é muito importante buscar a ajuda de um ginecologista para entender o que está acontecendo.

5. Traumas e resistência psicológica

Para uma relação sexual prazerosa, o corpo e a mente precisam estar em total sintonia com aquele momento, por isso, as dores durante o sexo também podem ser causadas por questões psicológicas. Estresse, depressão, baixa autoestima, culpa e desconforto com o sexo são causas comuns relacionadas a psique.

O trauma não tratado que é inerente a sobreviventes de abuso sexual e psicológico também pode ser uma das causas intrínsecas de dores e desconfortos durante a relação sexual, mesmo que esses problemas não tenham relação com o parceiro atual.

Solucionando o problema: Alternativas para uma relação mais prazerosa!

Desvendando a Dor na Relação Sexual: Causas e Soluções para um Problema Comum
Desvendando a Dor na Relação Sexual: Causas e Soluções para um Problema Comum

Como é possível perceber, por meio das possíveis causas listadas acima, existem inúmeras razões que podem conduzir à dor durante a relação sexual, mas para que esse cenário não se torne algo recorrente na rotina a dois, saiba que existem algumas alternativas que podem ajudar a reverter a situação. Porém, antes de seguirmos para as dicas, é importante frisar que somente uma consulta médica é capaz de oferecer o diagnóstico completo e identificar a raiz do problema, por isso não abra mão de uma visita ao seu médico!

1. Conheça o seu corpo e o que lhe dá prazer

O sexo não é uma via de mão única, é preciso existir esforço e conhecimento das duas partes envolvidas. Conheça seu corpo, masturbe-se e entenda como você chega ao prazer para guiar a experiência junto com seu parceiro.

2. Esteja presente no sexo

Não deixe irritações ou problemas da vida tomarem conta desse momento tão especial. O sexo não deve se tornar uma obrigação na rotina do casal, por isso, façam amor quando a vontade bater e de forma mais presente possível.

3. Capriche nas preliminares e não apresse o momento

A lubrificação correta é muito importante para que a penetração se torne prazerosa. Então, gaste o tempo que for necessário em carícias, beijos e massagens antes do sexo.

4. Converse e seja sincera com seu parceiro

As relações humanas exigem dialogo, e durante o sexo isso não muda. Converse com seu parceiro de forma sincera e tranquila sobre as posições que você mais gosta, situações que a deixam desconfortável e até mesmo coisas novas que você quer tentar. Os sex toys, por exemplo, são ótimos para descontrair e incrementar a relação, por isso, não tenha vergonha de se mostrar interessada!

5. Não abra mão do lubrificante

Pois é, muitas mulheres e homens preferem confiar apenas na lubrificação natural durante o sexo, mas essa não é a única alternativa. Os lubrificantes são ótimos aliados para melhorar a sensação durante a penetração e podem, inclusive, oferecer diferentes formas de prazer para os dois.

6. Sexo não é só penetração: explore!

Variar posições e estímulos durante o sexo é saudável e muito indicado para conhecer novas zonas de prazer pelo corpo. Sexo oral, masturbação mutua, diferentes posições e até mesmo brincadeiras sexuais podem ser adicionadas a relação para tirar o foco de apenas uma possibilidade.

As dores durante a relação incomodam e tiram o prazer de um momento tão especial, não é mesmo? Por isso, é importante se informar e entender o que pode estar causando esse problema. Mas lembre-se, mesmo um conteúdo completo que te ajuda a compreender melhor essa situação, a consulta com um ginecologista não deve ser dispensada!

Gostou das dicas? Aqui no Blog da Gall trazemos semanalmente conteúdos completos sobre saúde e sexualidade feminina. Não deixe de conferir nossos outros artigos.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Saiba mais

Política de Privacidade