As dores no sexo e a importância de não ter vergonha de falar

A "dispareunia" pode fazer o ato de ir para a cama com um parceiro ou parceira ser completamente assustador.

Você sente um incômodo no ato sexual a ponto de ter dor? Pensando nisso a Gall Sex Shop vai falar sobre as dores no sexo e porque é importante não ter vergonha de falar sobre elas. Essa disfunção sexual é chamada de dispareunia e se caracteriza pela presença de dor nos genitais no momento ou depois da relação. 

Quais são as causas de dores no sexo para as mulheres?

As causas da dispareunia podem variar entre doenças físicas e psicológicas, entre os fatores  femininos estão:

  • Infecções Vaginais
  • Endometriose
  • Miomas
  • Baixa Lubrificação Vaginal 
  • Doença Inflamatória Pélvica
  • Cistites
  • Cistos
  • Tumores Genitais 

Infecções vaginais

As infecções vaginais podem ser provocadas por fungos, bactérias, parasitas ou vírus. Esses agentes infecciosos podem causar doenças que incluem: candidíase, vaginose bacteriana, tricomoníase, herpes genital, HPV, clamídia, gonorreia e sífilis. 

Geralmente o tratamento é feito com remédios que combatem os microorganismos causadores da doença.  

A dor proveniente da infecção é mais superficial e começa no início da relação sexual e da penetração. Já a dor da endometriose e dos miomas é mais profunda.

Endometriose 

A doença se caracteriza pelo crescimento indevido da camada que recobre o útero, que é chamada de endométrio. Ela cresce em outras partes do corpo, como, por exemplo, nos ovários, trompas, bexiga e intestino. Com isso, a paciente enfrenta não só cólicas fortes durante a menstruação, como também um forte desconforto na penetração.

A endometriose não é responsável só por dores durante o sexo, mas também por diversos casos de infertilidade. No mundo, de acordo com dados da ONU (Organização das Nações Unidas), mais de 170 milhões de mulheres sofrem com a doença. Estima-se que uma média de 30% delas encontrará dificuldades para engravidar. 

Miomas 

Miomas são relativamente comuns e na maioria dos casos geralmente não provocam nenhum sintoma. Isso porque eles são um tipo de tumor benigno que se forma no tecido muscular do útero.

Porém, quando eles são maiores ou existem em grandes quantidades, podem causar dor na penetração vaginal, cólicas intensas, prisão de ventre e período menstrual mais longo. 

O mioma tem causa desconhecida pela medicina, mas o tratamento pode ser feito com o uso de alguns medicamentos e em último caso com cirurgia. 

Baixa lubrificação vaginal 

A falta de lubrificação no canal vaginal pode ser causado tanto por fatores psicológicos quanto físicos. O nervosismo antes do ato sexual pode causar essa secura. 

Quanto aos problemas físicos, a causa pode estar relacionada aos níveis de hormônios que oscilam ao longo da vida da mulher, como na menopausa e na amamentação. O anticoncepcional pode estar envolvido nisso também. 

Doença inflamatória pélvica 

A doença inflamatória pélvica, também chamada de DIP, ataca os órgãos reprodutores femininos e é causada por uma infecção sexualmente transmissível, na maioria dos casos gonorreia ou clamídia. Quando não são tratadas da forma correta, essas doenças se espalham por vários órgãos internos. 

Cistites 

A cistite é uma inflamação da bexiga em geral causada pela bactéria Escherichia coli que está presente no nosso intestino. Porém, ao entrar em contato com o trato urinário, ela  pode causar alguns danos. O tratamento mais indicado para esses casos é o uso de antibióticos. 

Cistos

Os cistos são nódulos geralmente benignos e aparecem nos ovários por causa das alterações hormonais femininas. Ele só se torna perigoso quando cresce demais e provoca sintomas, ou quando há sinais de que seja maligno. 

Tumores Genitais  

O câncer d vagina geralmente não causa sintomas iniciais. Porém, à medida que a doença evolui, pode surgir sangramento fora do período menstrual, dor durante o contato íntimo ou dor pélvica. Por isso, é importante consultar o ginecologista pelo menos uma vez por ano para fazer o exame de papanicolau. Ele pode detectar a doença no estágio inicial e aumentar as chances de cura.

Vaginismo

Essa disfunção faz com que os músculos próximos à vagina se contraiam, dificultando ou impedindo a entrada do pênis, dedos ou objetos sexuais. Existem algumas técnicas que podem facilitar no processo de penetração e alguns objetos para treinamento que podem ajudar no ato sexual. 

Quais são as causas de dores no sexo para os homens?

As principais causas de dores no sexo para os homens estão relacionadas com as ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Entre os fatores masculinos para dor no sexo podemos destacar:

  • Uretrites 
  • Herpes Genital 
  • Cancro Mole 
  • Inflamação No Testículo, Vesícula Seminal, Próstata Ou Uretra
  • Dor Pélvica Crônica
  • Obstrução Ejaculatória 
  • Questões Psicológicas 
  • Pele da glande curta 
  • Síndrome da dor pós orgásmica 

Uretrites 

A uretrite é um tipo de infecção na uretra. É comum que o contágio seja por via sexual, porém ele pode acontecer de outras formas também. 

Herpes Genital 

A herpes é uma doença infecciosa caracterizada por bolhas ou úlceras na pele. O tratamento é feito com comprimidos antivirais prescritos pelo médico. 

Cancro Mole 

Essa é uma doença sexualmente transmissível causada por bactérias e que apresenta feridas genitais dolorosas. Precisa ser tratado com antibióticos. 

Inflamação No Testículo, Vesícula Seminal, Próstata Ou Uretra

Essa inflamação pode causar dificuldade, dor ou queimação ao urinar, sangue na urina e vontade frequente de ir ao banheiro fazer xixi, inclusive durante a noite. 

Dor Pélvica Crônica

Essa dor ataca a parte inferior da do abdome, o famoso “pé da barriga”. Nos homens ela pode ser causada por problemas urológicos ou intestinais, por isso deve ser investigada.

Obstrução Ejaculatória 

Essa obstrução pode ocorrer por causa de cistos na próstata ou inflamação das vesículas seminais. 

Questões Psicológicas 

Os homens também possuem muitas inseguranças em relação ao sexo. Ele pode ter medo de engravidar a parceira ou ter sofrido abusos sexuais que podem desencadear a dor física. 

Pele da glande curta 

O tecido que recobre o pênis até a glande, chamado popularmente chamado de “freio”, pode ser curto em alguns homens. Dessa forma, o atrito que acontece durante a penetração ou masturbação força esta parte do membro, gerando incômodo e dificuldades para se alcançar o prazer sexual.

Síndrome da dor pós-orgásmica 

Há muitos casos de queixas de dores após o orgasmo. A síndrome de dor pós-orgásmica afeta apenas homens. Eles sofrem com sintomas que vão desde o simples cansaço e febre baixa, até mesmo diarreia como consequência de atingir o clímax. Não há causas conclusivas sobre essa doença, mas alguns estudos indicam que ela esteja ligada com a imunidade.  

Dor por não praticar sexo

A dor pode acontecer também depois que o homem passa dias sem orgasmo, gerando a dúvida sobre a necessidade ou não de ejacular com frequência. Essa associação é comum por causa da maior concentração de varizes na região perineal e escrotal. Isso acontece porque após a atividade sexual, eles desenvolvem uma sensação de melhora da vasculatura da região

Porque é importante não ter vergonha de falar sobre dores no sexo?

Primeiro porque não se deve ter vergonha de falar sobre a sua saúde! É super saudável consultar um médico e tirar as suas dúvidas. Eles estão acostumados e preparados para receber queixas como as suas, você não está sozinho ou sozinha! 

Outro fator importante para eliminar a vergonha de falar sobre dores no sexo é o tratamento que pode começar o quanto antes! A razão mais grave para esconder essa dor é o fato de que você pode estar negligenciando uma doença que pode ser muito perigosa para você ou para o seu parceiro ou parceira. 

Procure por produtos que irão te ajudar nessa jornada de cura! A Gall Sex Shop oferece uma variedade imensa de produtos como lubrificantes, dilatadores vaginais e estimulantes diversos! Confira nosso site

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Saiba mais

Política de Privacidade